Quarta-feira, 23 de Janeiro de 2008

Padrões dos Descobrimentos

São tantas as marcas Portuguesas pelo mundo!
 
Para assinalar as terras descobertas, os navegadores portugueses colocavam padrões que, além de indicarem a autoria, serviriam de ponto de referência, àqueles que ali chegassem nas viagens seguintes.
 
Eis dois exemplos:
 
O primeiro é o padrão de Santo Agostinho, colocado por Diogo Cão no Cabo de Santa Maria em 1482. Actualmente está na sociedade de Geografia de Lisboa. Nele pode ler-se a seguinte inscrição:
 
"Era da criação do Mundo de 6681 anos, do nascimento de Nosso Senhor Jesus de 1482 anos, o mui alto, mui excelente poderoso príncipe, el-rei D. João II de Portugal mandou descobrir esta terra e pôr estes padrões por Diogo Cão, escudeiro da sua casa".
 
O segundo exemplo é uma reconstituição (também presente na S. Geografia) do padrão de S. Gregório, colocado por Bartolomeu Dias no Penedo das Fontes (False Island), em 12 Março de 1488.
 
Mas outras marcas foram ficando.
Diogo Cão, seguindo as ordens de D. João II, pretendia encontrar uma passagem, por África, entre o Oceano Atlântico e o Oceano Índico. Sabemos que tentou isso, navegando pelo rio Zaire, descobrindo o Reino do Congo. Nessa viagem, ele e seus companheiros desembarcaram e deixaram a marca da sua presença nas pedras de Ielala, ou seja, o limite navegável do rio. Estávamos em 1485. Eis a inscrição onde pode ler-se o seguinte texto:
 

Aqui chegaram os navios do esclarecido rei Dom João o segundo de Portugal: Diogo Cão, Pedro Anes, Pedro da Costa
Noutra rocha lêem-se, em grupos, outros nomes: Álvaro Pires/ Pero Escolar; Antão; João de Santiago; Diogo Álvares (com uma cruz em cima) e, ainda noutra, Gonçalo Álvares, nome que aparece repetido a seguir a uma cruz e à expressão da Doença, escrito, certamente, para assinalar a sua morte.

Fica aqui uma fotografia recente da pedra de Ielala:

A aventura e o desejo de servir el-rei andaram sempre de mãos dadas com a morte, nesta empresa dos Descobrimentos!

F. Stocker

publicado por asergio às 17:53
link do post | comentar | favorito
|
8 comentários:
De Bruno nº6 -- 8ºD a 24 de Janeiro de 2008 às 21:36
Olá professora gostei de ver as tais pedras de Ielala, que não conhecia.
E de rever os padrões.



Bruno nº6---8ºD
De asergio a 25 de Janeiro de 2008 às 16:44
Ainda bem, Bruno!
De joao anselmo 8 d n 13 a 31 de Janeiro de 2008 às 20:57
já tenho tudo aqui comigo por isso vou continuar a estudar atendendo aos objectivos
De asergio a 6 de Fevereiro de 2008 às 11:01
Bom trabalho, João.

E gostaste de ver os padrões e as pedras de Ielala?
De Nuno Fontes a 7 de Fevereiro de 2008 às 21:08
Olá, professora estive a ver os Padrões dos Descobrimentos.

Nuno Fontes nº17 8ºF
De Nuno Fontes a 13 de Fevereiro de 2008 às 20:08
Olá, professora já estive a fazer aquelas duas páginas em Estudo Acompanhado.
E estive aqui a ver outra vez os Padrões dos Descobrimentos.

Nuno Fontes nº 17 8ºF
De sergio martins pandolfo a 12 de Setembro de 2009 às 15:26
No Brasil, aquando do "achamento" fez-se erigir uma enorme cruz, à falta de padrões na frota cabralina, da madeira nobre de então, o pau-brasil, diante da qual rezou-se a 1º missa. Somente um ano mais tarde, 1501, foi trazido e chantado na atual Praia do Marco, cidade de Touros, Rio Grande do Norte, o padrão em pedra calcárea, hoje guardado no museu do Forte dos Reis Magos
De asergio a 12 de Novembro de 2009 às 19:44
Caro Sérgio

Obrigada pelo seu contributo: certeiro e muito a propósito.

Curiosamente, a questão do padrão é um dos motivos que me leva a não defender a tese, segundo a qual, o Brasil estaria descoberto antes da chegada de Cabral.

Como deve ter reparado, também não alinho pelos que falam em achamento em vez de descobrimento, simplesmente, porque as palavras são sinónimas (no contexto) e não vejo necessidade de mudar... para o mesmo. Reconheço, embora, que foi essa a expressão que Caminha usou.
____
Este blog está inactivo porque mudei de servidor.

Comentar post

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Maio 2008

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

.posts recentes

. Objectivos para o ponto

. É com muito prazer!

. A Pintura do Renascimento

. A Escultura do Renascimen...

. Arquitectura Manuelina

. Renascimento: a arquitect...

. Belas palavras para decor...

. O Homem de Vitrúvio...

. Objectivos para o ponto

. S. Francisco de Borja

.arquivos

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

.tags

. todas as tags

.links